CLASA – Casa Lions de Adolescentes de Santo André


A CLASA – Casa Lions de Adolescentes de Santo André desenvolve projetos de socioaprendizagem e assistência social há mais de 40 anos. É um projeto gerido em parceria entre os Lions Clubes Santo André Centro e Jardim, agregando mais de 10.000 jovens impactados pelo projeto.

Clasa - Casa Lion s De Adolescentes de Santo André Socioaprendizagem sustentável, um grande diferencial da CLASA

A CLASA é muito reconhecida pelo trabalho social que realiza com os jovens no programa de aprendizagem e tem feito algumas adequações importantes que ampliam ainda mais o escopo das ações. O programa promove a integração dos jovens com o mundo do trabalho e acontece durante um período de 11 meses, seguindo as exigências do Ministério do Trabalho e Emprego, em que o adolescente divide seu tempo entre o ensino médio, a capacitação teórica que a CLASA oferece em sua sede e a prática do trabalho propriamente dito, em uma das empresas parceiras.
A CLASA é a entidade capacitadora do jovem. Ao todo, são 1280 horas: 400 teóricas e 880 práticas. Podem participar jovens com idade entre 14 e 24 anos e as inscrições permanecem abertas
durante todo o ano. “Nossas inscrições estão disponíveis de forma permanente para o programa de aprendizagem e para os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos (as informações detalhadas estão disponíveis em nosso site www.clasa.org.br).
“A prática diária da CLASA está totalmente ligada à nossa missão, visão e valores. Entendemos que nosso papel é o de proporcionar oportunidades para a transformação de vida daqueles que mais precisam e estimular a cultura da sustentabilidade ambiental nas ações cotidianas, assim, a CLASA denomina de uma forma geral, que pratica uma socioaprendizagem sustentável”, diz Marcos Madeira.

Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos amplia atuação com os jovens em situação de vulnerabilidade

O é a afirmação de sua vocação para a assistência social e o marco decisivo para isso foi a aprovação pela diretoria executiva e conselho deliberativo da implantação do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos.
Após a fase de preparação, começou a ser ofertado na instituição espaço para atendimento de jovens em situação de vulnerabilidade e/ou risco social e/ou pessoal. O serviço tem foco em dois grupos de idades diferentes: de 13 a 15 anos e de 15 a 17 anos.
“Queremos proporcionar um espaço para a participação cidadã e o desenvolvimento do protagonismo e da autonomia de adolescentes e suas famílias”, esclarece Sirley Silva Souza, psicóloga da entidade. São realizadas oficinas que estimulam a autoestima, a saúde emocional, a convivência, a relação interpessoal. A grade oferece atividades lúdicas que envolvem esporte, teatro, lógica, língua, inclusão digital e claro introdução ao mundo do trabalho. “O critério para participar é social. Queremos atender aos jovens em situação de vulnerabilidade social, em situação de risco, que sofreram traumas”, esclarece Mércia Magali de Assis Leite – assistente social da CLASA. Ela explicou também que o número de jovens atendidos quintuplicou em dois anos e será duplicado.
Para Sandra Maluche de Souza, a expectativa é que a CLASA intensifique sua contribuição à Política de Assistência Social, prevista pela LOAS – Lei Orgânica de Assistência Social. “Vamos ampliar da ampliação de seu atendimento a usuários encaminhados pela rede de proteção e atenção à criança e ao adolescente e rede socioassistencial, visando o enfrentamento das diversas formas de desigualdade social e econômica”.